O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Briga familiar eleva tertius no Recife

 

Na esquerda da capital pernambucana há jogo do ‘engana que gosto’ e pré-candidata à prefeitura crente nas declarações de Lula da Silva, guru do petismo nacional.

Deputada Marília Arraes (PT), postulante à sucessão de Geraldo Júlio (PSB) no segundo mandato de governante da capital, crê que Lula se devota ao seu projeto.

Em crescimento popular, ela, se concorrer, enfraquece a mesma pretensão de João Campos, colega na Câmara e também do tronco familiar de Miguel Arraes.

Marília é neta da referência do esquerdismo no Nordeste e três vezes governador de Pernambuco. João, filho de Eduardo Campos, que também dirigiu o estado e morto em desastre aéreo no litoral paulista,  é bisneto de Miguel.

Divergências políticas e desentendimentos familiares colocam Marília e João em posições opostas na política pernambucana com reflexos no plano federal há, pelo menos, seis anos.

Tal situação dos primos e desgaste crescente do governador (reconduzido) Paulo Câmara (PSB), surge outro deputado  para confrontar o parentesco conflituoso.

Chama-se Daniel Coelho (Cidadania, ex-PPS) e, conforme Paraná Pesquisa, lidera com 20%. Marília segue-o com 15,9%. João Campos (12,2%) foi ultrapassado pelo ex-ministro (Educação, na presidência Michel Temer) Mendonça Filho (DEM),  por dois décimos.

 

walgom.com.br

@bloguewalgom

@Tervalsegom, no Twitter

 

Sem comentários
Escrever um comentário