O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

MDB pede clareza na revisão tributária

“Como ir adiante quando não se sabe o caminho”?

Pergunta o líder do MDB no Senado, amazonense Eduardo Braga (na foto com Simone Tebet e Tasso Jereissati), sobre o trâmite no Legislativo da “enigmática” reforma tributária.

Ele é aliado ao grupo do alagoano Renan Calheiros, bastante reduzido como mostrou o resultado da eleição de fevereiro do ano passado para dirigente da Casa.

Braga, ex-governador do Amazonas, contraria Tebet (MT), sua antecessora na liderança da bancada emedebista e, agora, presidente da Comissão de Constituição e Justiça.

Apesar de fora da órbita do Palácio do Planalto, ela colabora, às vezes, com o governo Bolsonaro.  Desistiu de concorrer à presidência do Senado para facilitar a ascensão de Davi Alcolumbre (DEM-AP) à direção do Congresso Nacional e apoiar propostas “de interesse do país”.

Braga finaliza com outro questionamento:

“Você tem ideia do que vai acontecer se aprovarmos a reforma tributária”?

 

walgom.com.br

@bloguewalgom

@Tervalsegom, no Twitter

Sem comentários
Escrever um comentário