O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Fux e Toffoli se opõem no Supremo

 

Luiz Fux coleciona votos divergentes  aos de Dias Toffoli. Juiz das garantias é o mais recente. Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, e Fux, que assume o ‘trono’ do Judiciário em setembro, são os atores da guerrilha interna. O dirigente da Corte determinou atuação dentro de seis meses; o sucessor, no papel de relator, suspendeu prazo.

Operação Lava-Jato colaborou na posicionamento contrário entre os dois. Enquanto o paulista Toffoli não demonstrava simpatia às ações da República de Curitiba, o carioca Fux identificava o trabalho dos procuradores e as decisões de Sergio Moro, então juiz dos casos em trâmite, como batalha contra a corrupção de excelências políticas e empresariais.

Os dois magistrados foram nomeados por governantes petistas. Lula da Silva designou Dias Toffoli, após examinado pelo Senado, e Dilma Rousseff referendou Luiz Fux que fora aprovado pelos senadores.

 

walgom.com.br

@bloguewalgom

@Tervalsegom, no Twitter

Sem comentários
Escrever um comentário