O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Cristovam: “Erramos e Jair ganhou”

 

“Se nós (esquerda) não tivéssemos errado, o presidente da República não seria o Jair Bolsonaro”, declarou Cristovam Buarque ao jornal carioca O Globo.

E quem seria?

“Alguém do PSDB, do PT, do PSB, do PDT”.

Resposta ao mesmo diário do ex-reitor da UNB, pernambucano do Recife que foi Governador do Distrito Federal, ministro da Educação e senador.

Estreou na política sob a bandeira do PT, depois PDT e PPS rebatizado Cidadania.

Maior dos erros  da esquerda, que ele chama “nosso bloco”, foi cair na corrupção “com o aparelhamento do Estado e convivência com as mordomias”.

Buarque, derrotado em 2018 quando buscou a renovação do mandato no Senado, acredita que o Brasil vai encontrar rumo e coesão para sair do desvio de agora.

Embora sem mandato, apresenta-se como a voz disposta para fazer “autocrítica da esquerda”.

Pós-escrito: Cristovam Buarque votou no Senado pelo impedimento de Dilma Rousseff, fato que a esquerda não aceitou. Os mesmos que o criticam reagem à condenação, em segunda instância, de Lula da Silva, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Sublinhe-se ao final que o professor e escritor é, pelo que se sabe, um cidadão honrado.

 

walgom.com.br

@bloguewalgom

@Tervalsegom, no Twitter

Sem comentários
Escrever um comentário