O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Comentário de um palaciano devotado

 

Ausências dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Supremo Tribunal Federal no palanque das excelências, na solenidade do 7 de setembro, foram registradas por gregos e troianos.

Na precisão do que falou, segue comentário de palaciano devotado e bem-humorado em comentários mordazes sobre dois convidados que não compareceram ao desfile cívico-militar.

É para ler, também, nas entrelinhas:

“Rodrigo Maia e Dias Toffoli, incompatibilizados com as ruas, têm o direito de evitar concentrações que reúnem a multiplicidade das classes e das raças”.

Quem ficou muito tempo ao lado de Jair Bolsonaro foi Sílvio Santos, dono do Sistema Brasileiro de Televisão e apresentador de popular programa de auditório.

Por falar em popularidade, o presidente da República caminhou no asfalto, vários minutos, mão no ombro de Sergio Moro, seu ministro da Justiça e da Segurança Pública.

Sem comentários
Escrever um comentário