O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Michel sugere diálogo entre oponentes

 

Entre os defeitos de Michel Temer – incluídos deslizes éticos, conforme acusações em trâmite na Justiça –, radicalismo não faz parte do seu histórico de cidadão e político.

O ex-presidente da República entende que “está muito cedo” para dizer que o governo Bolsonaro “não deu certo”. Salienta que o seu sucessor “não cumpriu nem um sexto do mandato”.

Lado poeta de Michel leva-o a sugerir ao novo hóspede do Palácio da Alvorada:

“Chame todos para tratar da pacificação nacional”.

Argumento:

“Há emergência para acabar com a raivosidade que se instalou no Brasil. Temos de acabar com o nós contra eles, brasileiros contra brasileiros”.

Sem comentários
Escrever um comentário