O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Capanema revela-se mineiro ferino

 

Além do talento e da sensibilidade política, Gustavo Capanema Filho cultivava o estilo ferino. Unia, portanto, predicados que o integravam na geração dos notabilíssimos homens públicos de Minas Gerais.

Veja só: foi ministro da Educação mais longevo da pasta (11 anos na governança Getúlio Vargas) e, após anos do suicídio do gaúcho – “Deixo a vida para entrar na História” –, Capanema declarou à imprensa:

“Getúlio teve dois momentos de maior prestígio. Primeiro, quando foi deposto (1945); segundo, quando morreu (1954)”.

Sem comentários
Escrever um comentário