O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Ana Amélia errou na opção e perdeu

 

“O sol que ilumina a Esplanada dos Ministérios deveria iluminar também as lideranças dos Três Poderes”.

Ana Amélia Lemos, a autora, traduz a súplica:

“Para Executivo, Judiciário e Legislativo conduzirem nosso país a um porto seguro, com inclusão social, desenvolvimento, justiça e liberdade”.

Hoje, titular da Secretaria Extraordinária de Relações Federativas e Internacionais do Rio Grande do Sul, em Brasília, a jornalista representou o estado gaúcho no Senado, sob estandarte do PP, de 2011 a 2019.

Lemos tinha reeleição prevista por correligionários e adversários. Convidada, porém, por Geraldo Alckmin (PSDB-SP), um dos homens públicos que admira, aceitou ser vice na chapa presidencial liderada pelo tucano.

Urnas rejeitaram e a parceria foi desclassificada no primeiro turno.

Sem comentários
Escrever um comentário