O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Em 2018, Bolsonaros venceram Maias

 

Disputa do ano passado para senador pelo Rio de Janeiro deixou marcas objetivas e subjetivas nas relações das famílias Maia (DEM) e Bolsonaro (PSL).

Cesar (foto), pai de Rodrigo Maia, não compôs a dupla vitoriosa por pouco, muito pouco.

Flávio, filho de Jair Bolsonaro, eleito com dois milhões de votos sobre Arolde de Oliveira (PSD), parceiro que ganhou diploma para o Senado, e, número semelhante, em relação ao excluído Cesar Maia, ex-deputado federal e ex-prefeito da capital fluminense.

Reeleito à Câmara com 0,96% dos sufrágios, Rodrigo foi o 13º (74,3 mil apoios). Número pequeno para renovar o mandato parlamentar no estado, mas foi consagrado no embate para retornar ao comando da Casa dos Deputados e conquistar segunda posição na linha sucessória da República.

Sem comentários
Escrever um comentário