O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

 

Deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), da cúpula do Movimento Brasil Livre, denuncia “campanha de mau-caratismo do bolsonarismo” porque o grupo não vai participar do ato pró-governo previsto para domingo (26). O MBL apoiou Jair Bolsonaro no segundo do pleito de 2018 e tem roteiro próprio na defesa da reforma previdenciária ***** Declaração do vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, à tevê chinesa a respeito do intercâmbio comercial com o país que visita:  “Urge agregar valor nas nossas exportações. O Brasil não pode ser uma loja onde a China vai comprar itens” ***** Líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), confunde colegas nas mensagens em nome do Palácio do Planalto ***** Alvaro Dias, líder do Podemos no Senado, pede o fim do acirramento político “que se estende desde a campanha eleitoral de 2018”. O representante do Paraná critica “a suposta estratégia arquitetada de responsabilizar o Congresso pelas crises que afetam o Brasil” ***** “A crise política é mais forte que a crise econômica. Por isso abala a confiança no país e retarda a retomada do crescimento” (Luiz Carlos Trabuco, banqueiro brasileiro).

 

Sem comentários
Escrever um comentário