O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Articulação na Praça dos Três Poderes para Raquel Dodge continuar na titularidade da Procuradoria-Geral da República. Só uma candidatura feminina foi oficializada: Luiza Cristina Frischeisen (foto), subprocuradora-geral. Coordena, também, a Câmara Criminal do Ministério Público Federal ***** Programa-se para domingo (26) movimento nacional de apoio ao governo Bolsonaro. É como lâmina antiga de barbear. Corta dos dois lados. Se for fraco, fortalece o discurso da oposição ***** Tribunal Superior Eleitoral autorizou volta do Partido Liberal. Durante uma década, era Partido da República. O presidente do novo (?) PL é o deputado Wellington Roberto, da bancada paraibana ***** Diz-se na Câmara dos Deputados que não haverá texto alternativo de Reforma da Previdência à revelia do ministro da Economia, Paulo Guedes ***** MDB, sem referências importantes no seu comando, perde apoiadores nas ruas e sobrevive, duramente, nos municípios que vão escolher prefeitos e vereadores em outubro do próximo ano. E lembrar que foi a mais importante sigla política na República Surrealista dos Trópicos ***** Inexiste dúvida: quando for aberta a ‘porteira’ para o troca-troca partidário, Janaina Paschoal deixa o PSL. A deputada estadual é a recordista de voto para Assembleia Legislativa de São Paulo ***** “Idiota é o que fica fechado em si. O político é o que se abre para o conjunto” (Mario Sergio Cortella, escritor, filósofo e professor brasileiro).

Sem comentários
Escrever um comentário