O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Mourão rejeita ser peça decorativa

 

No decorrer da campanha de 2018, Hamilton Mourão (PRTB), vice do presidente Jair Bolsonaro (PSL), repetia, aqui e ali, que não pretendia ser peça decorativa.

Parceria vitoriosa, aguardou encargo. Como não houve, abriu seu gabinete para receber políticos sem cobrança de origem partidária e ideológica.

Ampliou-se número das solicitações de audiência. Na fila, embaixadores, empresários, esportistas, profissionais liberais, sindicalistas e gente da imprensa.

Mourão criou, então, agenda própria que lhe proporcionou protagonismo e despertou ciúmes a partir de parentes da excelência titular do ‘trono’.

Companheiros do segundo personagem na hierarquia do poder nacional situam-no em patamar onde devem estar, conjuntamente, lealdade e solidariedade.

Sem comentários
Escrever um comentário