O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Dia 15 de maio, audiência pública na Comissão de Educação da Câmara com o ministro Abraham Weintraub. O presidente do colegiado, deputado Pedro Cunha Lima (foto), tucano da Paraíba, diz que a pasta está sendo usada “como instrumento para promover revanche ideológica” ***** Parlamentares ouviram de Jair Bolsonaro que a situação na Venezuela terá desfecho em duas semanas. O Exército Bolivariano vai decidir destino de Nicolás Maduro ***** Sérgio Ricardo Segovia assume comando da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Segovia é almirante ***** Luís Otávio Lopes, do Ministério Público do Rio de Janeiro, cerca o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e Fabrício Queiroz, ex-motorista do parlamentar. O promotor vai pedir ao Judiciário quebra de sigilos – bancário e fiscal – dos dois ***** Luiz Datena dialoga com parlamentares do PSL. Interlocutores da sigla mostram-se interessados na candidatura do jornalista à prefeitura de São Paulo. Eleição em outubro de 2020. Datena é filiado ao DEM ***** Por enquanto, Luiza Cristina Frischeisen é única mulher em campanha para suceder a Raquel Dodge na Procuradoria-Geral da República. Frischeisen é subprocuradora-geral da PGR e coordena Câmara Criminal do Ministério Público Federal ***** “Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos” (Nelson Rodrigues, cronista, romancista e teatrólogo brasileiro).

Sem comentários
Escrever um comentário