O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Haddad vê limitação do jornalismo

 

Fernando Haddad, personagem ascendente no PT, não se esconde nas palavras quando fala sobre temas que dividem opiniões e podem embaraçar suas relações com políticos marcados por melindres.

Depois do insucesso no segundo turno do pleito para presidente do Brasil, voltou à cátedra universitária e, por sugestão de Lula da Silva, às conversas políticas sem desvios do que “considero correto”.

Há desencontros com parceiros da vida pública e profissionais da imprensa, mas mantém-se compreensivo.

Assim ele pensa e fala:

“Uma das limitações do jornalismo é justamente a contradição inerente à atividade, que pretende comunicar o parcial com imparcialidade. Isso não é possível, pois nenhum recorte pode ser neutro, por carregar, implícita ou explicitamente, interesses e visões próprias”.

Sem comentários
Escrever um comentário