O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Autor do livro ‘O povo contra a democracia’, o alemão Yascha Mounk (foto) diz que o mundo foi atingido por onda do populismo. Teme que esse movimento não seja passageiro. Dois motivos sublinhados: incerteza em relação ao futuro e o crescimento das redes sociais ***** Marcelo Ramos, presidente, e Samuel Moreira, relator, reuniram-se, em nome da Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara, com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Pauta: trâmite da proposta no colegiado ***** Aproxima-se da unanimidade positiva opinião de jornalistas sobre relacionamento com o porta-voz oficial do governo, Otávio do Rêgo Barros. Ele é general do Exército ***** “Excelente” é o adjetivo de Jair Bolsonaro para qualificar o encontro-reunião de domingo (28) com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia ***** Depois da condenação de Lula da Silva (PT) e de vários processos em andamento, dois outros ex-presidentes do Brasil equilibram-se na corda bamba: Fernando Collor, agora no PROS, e Michel Temer (MDB). Silva, Collor e Temer são acusados de corrupção passiva ***** “Um político divide a humanidade em duas classes: os instrumentos e os inimigos” (Nietzsche, filósofo alemão).

Sem comentários
Escrever um comentário