O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Início de abril, logo após retorno de Israel, o presidente da República convoca ministro da Educação para audiência decisória. Insatisfeito com Ricardo Vélez Rodriguez na pasta, Jair Bolsonaro pode sugerir-lhe a pedir demissão. O colombiano foi equívoco grande do governante ***** Cai o valor do real ante o dólar e cresce expectativa sobre tamanho de queda nos investimentos ***** Tasso Jereissati foi indicado e aceitou. O tucano cearense vai relatar, no Senado, o pedido de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar togados das Cortes Superiores ***** Recomposta relação política do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, um dos personagens mais influentes da República Surrealista dos Trópicos *****  “Precisamos de um neoiluminismo, uma nova Reforma, por assim dizer, um Renascimento, para tornar o século XXI a ponte para a boa sociedade e o bom governo. E luzes há, por muita parte, em meio às brumas da grande transição” (Sérgio Abranches, sociólogo brasileiro).

Sem comentários
Escrever um comentário