O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Aline Sleutjes (PSL-PR) e Dorinha Seabra (DEM-TO) disputam liderança da bancada feminina na Câmara. Apoiada pela esquerda e Centrão, Seabra (foto) é favorita. Colégio eleitoral: 77 votos ***** Do governo de Dilma Rousseff (PT) ao de Michel Temer (MDB), investimento internacional, em dinheiro, no Brasil, declinou de US$ 97,4 bilhões para US$ 61,2 bilhões. Queda percentual de 37,2 pontos ***** Vai demorar o trâmite, no Legislativo, da proposta do Ministério da Justiça e Segurança Pública para dinamizar o combate ao crime. Tradução política: Sergio Moro está em baixa ***** Quase final do terceiro mês no governo do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) desentendeu-se com parte do seu partido, sigla carimbada por ilicitudes, viajou à Europa (Portugal), a saúde pública permanece desesperadora para os pobres e Brasília continua cidade suja ***** Pingue-pongue com presidente da República e dirigente da Câmara Federal. Saque de Bolsonaro: “Rodrigo se comporta de forma um tanto agressiva”. Rebate do deputado: “Não uso redes sociais para agredir qualquer pessoa” (refere-se a um filho do governante) ***** “Não estou aqui para defender nenhum político brasileiro, mas para defender o Brasil. Não podemos ter essa guinada tão violenta à ignorância” (Jô Soares, homenageado na 31ª edição do Prêmio Shell de Teatro, em São Paulo).

Sem comentários
Escrever um comentário