O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Depressivo, Michel aguarda habeas

Barco da política muda de rota, e até de bandeira, conforme interesse do momento.

Michel Temer (MDB) era chamado golpista pelo lulismo e grupos associados porque, como vice, foi herdeiro do impeachment de Dilma Rousseff (PT), então titular no Palácio do Planalto.

O grupo que o qualificava tão duramente aderiu aos críticos da “prisão apressada” do ex-governante da República Surrealista dos Trópicos. Equivocado ou não, o juiz Marcelo Bretas seguiu a Cartilha da Operação Lava-Jato.

Talvez tenha exagerado quando denominou Michel “chefe de associação criminosa”, linguagem mais usada por promotores públicos, advogados de acusação e adversários políticos.

Sem foro especial, que se foi quando encerrou o mandato de Chefe do Executivo, o senhor Temer, em fase de depressão conforme revelam amigos, espera habeas corpus.

Julgamento marcado para quarta-feira (27).  Decisão é dos três juízes que compõem a 1ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Rio de Janeiro.

Sem comentários
Escrever um comentário