O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Frases curtas para leitura rápida

Duas mudanças redesenham o COAF. O Conselho de Controle de Atividades Financeiras entrou na órbita do Ministério da Justiça e Segurança Pública, além de incluir na sua equipe Erika Marena (foto), durona ex-delegada da Polícia Federal ***** Arrebatamento dos impulsivos é receita perversa seguida pelo governo pós-presidência Michel Temer ***** De  senador que foi interlocutor de Gilmar Mendes e hoje evita encontrar o ministro do Supremo Tribunal Federal: “Tanto tem de competência quanto de ruindade” ***** Nas conversas Itamaraty-Palácio do Planalto, a permanência do embaixador Sérgio Amaral na representação do Brasil nos Estados Unidos é possibilidade real ***** Há divergências de togados, com imagem de permanentes na busca da Justiça, sobre o inquérito para apurar agressões à imagem (?) da Suprema Corte e seus titulares. Em compensação, o relator (sem sorteio) Alexandre de Moraes assume o autoritarismo no conselho à opinião alheia. Quem não gostar “recorra ao jus esperniandi” (direito de espernear), sugere ***** “Se os homens fossem governados por anjos, o governo não precisaria de controles externos nem internos” (James Madison, batizado ‘Pai da Constituição’, foi presidente dos Estados Unidos).

Sem comentários
Escrever um comentário