O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Doria e Leite querem reformar PSDB

Chegou a hora, parece, de o PSDB discutir a relação com as bases regionais e, também, com a cúpula partidária.

É certo que a social-democracia passa pelo pior momento desde sua criação em junho de 1988. Jamais ficara fora do segundo turno na corrida ao Planalto. Ano passado, foi um desastre. Geraldo Alckmin teve apenas 4,76% dos votos válidos (quarto lugar).

Presidiu o Brasil – dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso – e governou estados importantes, como São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Paraná, Goiás, Pará e, agora, o Rio Grande do Sul.

Há os que, simplesmente (?), defendem o rebatismo e outros na defesa de reestruturação geral, incluída recomposição do ideário.

João Doria, governador de São Paulo depois de passar pela prefeitura paulistana, defende ‘higienização’ completa que se iniciaria com a exclusão de quadros associados à corrupção.

Doria, juntamente com o colega gaúcho, Eduardo Leite (eles na foto), quadro jovem do Partido da Social Democracia Brasileira, querem mudar, dizem, mas ainda falta afinação entre os dois.

Sem comentários
Escrever um comentário