O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Aberta sucessão de Hoffmann no PT

Entre sugestões para sucessão da paranaense Gleisi Hoffmann, na presidência nacional do PT, há duas com destaque pela representatividade dos personagens.

Dupla é do Sudeste: o paulista Fernando Haddad e o mineiro Patrus Ananias. Não se posicionam, porém, como pretendentes. O projeto não está nos planos deles, declaram.

Os dois foram ministros de Estado nas presidências de Lula da Silva e Dilma Rousseff, além de prefeitos de São Paulo (Fernando) e Belo Horizonte (Patrus).

Há movimento de grão-duques do petismo para que revejam o ‘não’. O mais decidido, parece, é Fernando Haddad, de surpreendente desempenho como candidato à Presidência da República, ano passado.

Pós-escrito: Hoffmann pretende continuar no comando petista, mas as bases discordam. Também desgastada no seu estado, trocou a reeleição ao Senado pela cadeira de deputada.

Sem comentários
Escrever um comentário