O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Bruna Furlan (foto) está no terceiro mandato na Câmara dos Deputados, sob a bandeira da social-democracia. Herdeira política da família Furlan, com base em Barueri (SP), Bruna é advogada. Distante da banca, porém.  Desde a primeira campanha é filiada ao PSDB ***** Ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, ordena trabalho de inspetoria no grupo de combate a fraudes tributárias. Agenda: vazamento de informações sigilosas sob os cuidados da Receita Federal ***** Da leitora T.S., via e-mail ao birô da coluna: “Jornalistas precisam ter boa vontade com o presidente Bolsonaro. Antes do terceiro mês, ele encaminhou projetos importantes ao Congresso. O da Previdência já é muita coisa” ***** Neste março, quinto aniversário da Operação Lava-Jato. O trabalho desmascarou políticos que pousavam de homens públicos a serviço do país. Alguns foram punidos pela Justiça, outros pelas urnas de outubro e vários continuam no jogo da pilantragem ***** Conselho do deputado Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, ao governo que precisa aprovar reforma da Previdência: “Consultar manuais antigos”. Tradução livre: um toma lá dá cá fantasiado.

Sem comentários
Escrever um comentário