O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Flávio Dino abre sucessão de Bolsonaro

O governador (reeleito) do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), apresenta-se como candidato à Presidência da República em 2022. É o primeiro pretendente que anuncia o projeto eleitoral mais de três anos antes do debate sobre a sucessão de Jair Bolsonaro (PSL).

Foi Dino quem impôs duas derrotas consecutivas ao grupo de José Sarney (MDB) no embate pela governança estadual. Ano passado, derrotou Roseana, filha do ex-presidente do Brasil, também emedebista, que tentava voltar ao Palácio dos Leões pela quinta vez.

Segunda vítima eleitoral do comunista, também em 2018, foi José Sarney Filho – o Zequinha –, representante do PV em aliança com várias siglas (MDB, inclusive) na disputa de uma das duas cadeiras disponíveis no Senado. Trata-se da única derrota do ex-deputado (estadual e federal) e ministro do Meio Ambiente sob governança Michel Temer.

Sem comentários
Escrever um comentário