O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Mara Gabrilli (foto), do PSDB paulista, elegeu-se duas vezes vereadora na capital, foi deputada federal reeleita e, em outubro do ano passado, na contramão das pesquisas, ganhou cadeira no Senado. Entre 20 postulantes, conquistou a segunda vaga – a primeira foi do major Olímpio (PSL). Bateu nas urnas Eduardo Suplicy (PT), terceira posição ***** Equipe econômica federal é muro de lamentações de governos estaduais. Depois de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará e Rio Grande do Sul, em busca do Regime de Recuperação Fiscal, alistaram-se Rio Grande do Norte e Roraima ***** Rodrigo Maia (DEM-RJ) recupera favoritismo para renovar mandato de presidente da Câmara. Portanto, segundo na linha sucessória da República ***** Quando assumiu o Ministério do Meio Ambiente, Ricardo Salles defendeu mais rapidez na liberação dos projetos de “baixo impacto ambiental”. Recorrente tragédia mineira, desta vez em Brumadinho, levou-o a recorrer à cautela na medida do necessário, independentemente da demora da licença ***** Enquete na Internet, para avaliar grau de rejeição dos brasileiros aos presidentes da república pós-ditadura militar, captou empate técnico entre a petista Dilma Rousseff e o emedebista Michel Temer ***** Encerram-se nesta quinta-feira (31) manifestações oficiais de apoio à candidatura de Lula da Silva ao Prêmio Nobel da Paz. Quem promove a campanha a favor do político brasileiro é o arquiteto-escultor argentino Adolfo Pérez Esquivel. O ativista do movimento foi o premiado em 1980.

Sem comentários
Escrever um comentário