O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Notas curtas para leitura rápida

Embora no primeiro mandato parlamentar, Vitor Hugo (foto, com Jair Bolsonaro), do PSL de Goiás, assume, em fevereiro, liderança do governo na Câmara dos Deputados. Ele é advogado e major da reserva do Exército ***** Previsão de reforma da Previdência próxima do que espera o mercado injeta otimismo nas áreas estratégicas do país. Semana iniciou-se com Bolsa de Valores em alta, dólar em baixa e preço nacional da gasolina em queda ***** Última edição (2000) esgotada, ‘Histórias do poder – 100 anos de política no Brasil’, em três volumes, é obra cobiçada. Organizadores: Alberto Dines, Florestan Fernandes Jr e Nelma Salomão. Além de análise e memorialismo, são revelados episódios que mostram como se fez, e se faz, política nesta República Surrealista dos Trópicos ***** Otávio Santana do Rêgo Barros, general da ativa, despede-se da chefia do Centro de Comunicação Social do Exército para ser porta-voz do presidente da República ***** Com o apoio do PDT, oficializado ontem (segunda-feira, 14), Rodrigo Maia (DEM-RJ) agrupa 12 legendas de apoio ao projeto de sua recondução à presidência da Câmara dos Deputado. As 11 outras: PSD, PPS, PSDB, PSL, PROS, PR, DEM, PRB, PSC, Podemos e Solidariedade. Reeleição é provável; certa, não. Garante, porém, presença no possível segundo turno ***** Em contraposição ao Palácio do Planalto, que anuncia decreto para flexibilizar posse da arma de fogo, o Instituto Sou da Paz inicia campanha educativa nas redes sociais.

Sem comentários
Escrever um comentário