O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Dilma quer combate ao liberalismo

Apresentada como importante liderança da esquerda na América do Sul, Dilma Rousseff discursou, ontem (dia 23), em Buenos Aires, no final do encontro apelidado pela imprensa argentina ‘Primeiro Fórum Mundial do Pensamento Crítico’.

No pronunciamento, a ex-presidente do Brasil propôs ao plenário a criação de aliança “entre todas as oposições para combater autoritarismo, perda de direitos e alienação da soberania nacional”.

Mais: “Para isso, é preciso ter uma espinha dorsal, um coração e (ser) antiliberal e antifascista”.

Cristina Kirchner, ex-governante da Argentina, também falou: “

“Esquerdas precisam se reinventar. Não pode haver a divisão entre os que rezam e os que não rezam, entre nacional e popular”.

Pós-escrito: Kirchner e Rousseff são rés nos países que dirigiram (?). Ambas são acusadas pela Justiça de corrupção passiva e integrantes de organização criminosa.

Sem comentários
Escrever um comentário