O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Vélez é nome de hoje para Educação

Ricardo Vélez Rodríguez, indicado ministro da Educação pelo presidente (eleito) Jair Bolsonaro, nasceu na Colômbia, naturalizou-se brasileiro e tem residência em Londrina-PR.

Pode ser eficiente titular da pasta, como o foi Henry Kissinger, alemão de Baviera, na Secretaria de Estado dos EUA nos governos Richard Nixon e Gerald Ford, ambos do Partido Republicano.

Um brasileiro é o que se esperava, mas dificuldades de consenso na equipe de Bolsonaro, ele decidiu pelo filósofo de respeitável currículo profissional e de ações dentro do quadrado da ética.

Vélez Rodríguez, escritor como Kissinger, foi professor de Filosofia na Universidade Estadual do Paraná. Na UEP, criou o Curso de Pós-Graduação em Pensamento Político Brasileiro e, na Universidade Gama Filho (RJ), conquistou título de Doutor em Filosofia.

Pós-escrito: na montagem de auxiliares, nem sempre o escolhido hoje será nomeado amanhã. Vale lá fora e, sobretudo, na República Surrealista dos Trópicos.

Sem comentários
Escrever um comentário