O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Cardozo duvida de Moro isento

José Eduardo Cardozo, titular da Justiça na governança Dilma Rousseff, de quem foi advogado contra processo do impeachment aprovado pelo Legislativo, afirma que Sergio Moro, ao aceitar convite para integrar equipe do eleito presidente da República, lança dúvidas sobre sua isenção na Operação Lava-Jato.

Esperava, revela, que o então juiz se impusesse “quarentena ética” antes de ir para o Executivo. “Não existe cargo de ministro que não seja político. Um ministro tem que guardar relação com o governo e sua visão política”, sublinha ao criticar Moro pela argumentação de que aceitara titularidade da pasta como incumbência de “trabalho técnico”.

Diz que se surpreendeu quando soube do “sim e não só porque ele desdisse tudo aquilo que afirmara antes, mas, sobretudo, porque colocou em evidência a acusação de tomar decisões arbitrárias e atuar com motivação política”.

Ex-deputado federal sob a bandeira petista, o advogado e professor de Direito diz com ar sombrio:

“Temo que Doutor Sergio não tenha a dimensão da grandiosidade funcional do Ministério da Justiça”.

Sem comentários
Escrever um comentário