O Porquê do Blogue

Brasil está no labirinto da indefinição. O momento estimula desafios e amplia debates. Tempo, portanto, da informação que detalha e da análise que orienta, ambas matérias-primas do jornalismo parceiro da verdade. Além da intermediação entre o fato e o leitor, este espaço pretende ser mais uma trincheira dos direitos e das garantias individuais. Também, da livre iniciativa e do enquadramento do Estado, ineficiente e caro, na prestação de serviços essenciais aos cidadãos, independentemente de cor, credo e gênero. Linha editorial independente exclui associação com o poder e a oposição, mesmo se forem reconhecidas a origem legal da conquista e a respeitabilidade do seu protagonismo. É compromisso. Acompanhe e critique.

Entre em contato!
walgom@uol.com.br

Maldaner prevê autonomia do BC

Relator do projeto de autonomia do Banco Central, deputado Celso Maldaner (MDB-SC) revela otimismo na nova fase de tramitação da proposta. Assim tem dito à equipe de transição do governo que se instala em janeiro.

Posicionamento do parlamentar catarinense amplia-se na sequência da confirmação de Roberto Campos Neto para presidir o BC, cuja missão institucional é promover estabilidade da moeda e solidez do sistema financeiro.

Ilan Goldfajn, atual dirigente, aparecia como opção preferencial. Ele não foi indiferente, mas “a desgastante posição” levou-o a pedir substituto ao poder republicano que assume em janeiro.

Campos Neto, diretor do Santander, é respeitado como economista e executivo. Seu avô, apelidado ‘Bob Fields’ pelos adversários que o consideravam entreguista, destacou-se pelo brilho intelectual.

Foi também personagem marcante na diplomacia e incursionou na política como representante de Mato Grosso no Senado.

Sem comentários
Escrever um comentário