Atualizado em 02/12/2017 13:51:08

Millôr vai ter biografia em 2020

Maurício Meireles (*)

Millôr Fernandes (1923-2012) vai ganhar uma ampla biografia em 2020. O jornalista, crítico e editor Paulo Roberto Pires assumiu o projeto e já assinou com a Todavia.

Pires começou a pesquisar o acervo do intelectual em 2013, quando fez a curadoria de uma exposição no Instituto Moreira Salles, que tem a guarda dos documentos.

O biógrafo calcula que, dos 70 anos de atividade profissional de Millôr, 95% estejam documentados.

Só com a produção publicada, são mais de cem volumes encadernados, além de papéis cartas e anotações.

Melhores O número de dezembro da revista "Quatro Cinco Um" será uma "edição de verão". Dobrou sua extensão para 80 páginas e trará uma lista de mais de cem livros eleitos os melhores do ano. A capa é do artista alemão Henning.

Viagem A propósito, em parceria com a editora portuguesa Tinta da China, a revista enviará cerca de 400 exemplares dessa tiragem para distribuição em livrarias d'além-mar. A ideia é fazer o mesmo com as edições de agora em diante -a revista volta a circular em março.

É o amor A Galera Record comprou os direitos de "Songe à la Douceur", livro para o público jovem-adulto, do francês Clémentine Beauvais.

É o amor 2 Em versos, o livro conta dois momentos de um casal: na adolescência e dez anos depois, já adultos. A obra é inspirada em "Eugene Onegin", de Púchkin, e será traduzida pela poeta Marília Garcia.

Troféu O Prêmio Paraná de Literatura anunciará na segunda-feira (4) os vencedores de sua edição deste ano. Os ganhadores foram "Setenta", de Henrique Schneider, na categoria romance; "Tempo de Dentro", de Sônia Barros, em poesia; e "A Bandeira de Cuba", de Marcelo Degrazia, em contos.

Troféu 2 Cada autor receberá R$ 30 mil e terá a obra publicada pela Biblioteca Pública do Paraná.

Coisa da antiga A Companhia das Letras comprou os direitos do novo livro de Robert Darnton, "A Literary Tour de France", que retrata a indústria editorial na França de 1789.

Coisa da antiga 2 Com ampla pesquisa em fontes primárias, Darnton revela como o mercado funcionava à época e quais títulos provocavam mais interesse. Um dos principais documentos usados é o diário de um representante de vendas de uma editora suíça.

Experimental A Relicário publica em 2018 "Eisejuaz", romance experimental da argentina Sara Gallardo (1931-1988), de 1971. O livro é o monólogo de um índio dividido entre duas culturas -a sua original e a cristã, na qual se educou.

 

(*) Jornalista



Deixe um comentário


Criar Conta WALGOM



Logar